sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Personagem do Mês


 Quico (Chaves em Desenho)



Filho de Dona Florinda e de Frederico, um marinheiro que falece durante uma viagem, Quico é um garoto metido e mimado pela mãe, sendo alvo de gozação por parte das outras crianças e de outros inquilinos da vila. Por suas trapalhadas, é chamado por Chaves de burro. É também conhecido por suas bochechas protuberantes, que lhe valeram o apelido de bochechas de buldogue velho.

Quico é um garoto de nove anos de idade, bastante mimado por sua mãe, Dona Florinda, que adora zombar das crianças, especialmente de Chaves e Chiquinha, se exibindo com seus brinquedos. De vez em quando, Chaves desaparece com seus brinquedos e isso gera discussões entre os dois.
Mora no nª 14, com sua mãe, Dona Florinda, que o superprotege, principalmente quando é beliscado pelo vizinho Seu Madruga, que sempre é acusado de qualquer coisa que tenha feito a Quico, mesmo que a atitude não tenha sido cometida por ele.
Tem uma prima chamada Pópis (vivida por Florinda Mezza, que também interpreta Dona Florinda), que é bastante semelhante a ele: ambos são vaidosos e não muito inteligentes.
Seu melhor amigo é Chaves, porém, o relacionamento dos dois mistura de amizade, inimizade e rivalidade. Quico, que herdou a arrogância de sua mãe, adora zombar de Chaves, o que gera brigas entre os dois. Porém, os dois mantém uma grande amizade.
O personagem é conhecido também por ser sempre alvo de piadas sobre suas bochechas protuberantes, que lhe valeram o apelido de "bochechas de buldogue velho" e por sua falta de inteligência, claramente demonstrada na série e largamente superada por outros personagens, entre eles Seu Madruga, Chaves e Chiquinha, etc.

[editar]
Relação com alguns personagens

Chaves: Apesar de ser o melhor amigo de Chaves, Quico é bastante egoísta e invejoso ao se relacionar com ele. Sempre que ele observa Chaves com algum brinquedo, corre para casa e de lá traz um brinquedo semelhante, porém melhor. E ainda sempre se diverte negando seus lanches a Chaves (que está sempre faminto), assim como seus brinquedos. Sua maneira de punir Chaves é sempre com um soco no rosto, o que Chaves geralmente retribui com três socos(que geralmente nocauteiam Quico).
Chiquinha: Sua relação com Chiquinha não é muito diferente da dele com Chaves, pois também apesar de serem amigos e companheiros de brincadeiras, Quico se diverte bastante ao negar suas coisas à pobre menina, além de ás vezes bater nela e puxar seu cabelo. Chiquinha porém, por ser bastante esperta, às vezes tira vantagem dele pela falta de inteligência (assim como com Chaves).
Seu Madruga: Por sempre obedecer sua mãe, que insiste que ele não deve se aproximar de Seu Madruga, a quem Dona Florinda considera uma gentalha, ambos estão constantemente em lados opostos, apesar de Quico volta e meia atazanar o pobre homem com gracinhas(desconcentrando-o), rindo dele(ao Seu madruga cometer um ato falho) ou agredindo Chiquinha, o que tira Seu Madruga do sério. Seu Madruga (sendo culpado ou inocente) sempre é punido por Dona Florinda por tudo o que acontece de ruim com Quico. Sua frase tradicional ao lidar com seu Madruga é sempreGentalha, gentalha!. É bastante incomum ver ambos em harmonia.
Dona Florinda: Possuem uma boa relação de mãe e filho. Dona Florinda sempre dá tudo o que Quico pede (dinheiro, doces, etc.), e sempre sai em defesa do filho quando este sofre agressões ou insultos, e quase sempre Seu Madruga é quem leva a culpa por tudo. Sua frase e conselho para Quico é sempre o mesmo: Vamos tesouro, não se misture com essa gentalha! Dona Florinda chama Quico de Frederico quando está zangada por causa de alguma coisa errada que ele fez.
Senhor Barriga: A relação entre os dois é quase a mesma das outras crianças: Chamando-o de gordo e fazendo piadas relativas ao fato de sua obesidade.
Professor Girafales: Girafales possui com Quico uma relação diferente da que possui com seus demais alunos, já que é tido como namorado de Dona Florinda. Girafales ás vezes traz consigo, além das flores que sempre compra para Florinda, um brinquedo ou animal de estimação para Quico, afim de conquistar também a simpatia do enteado, o qual em troca o chama acidentalmente de "papi"(geralmente corrigindo para "professor"), acreditando que terá em Girafales, o pai que sempre lhe fez falta. Mesmo assim, o professor ainda não escapa das piadas e apelidos por meio de Quico, e assim como com outras crianças, Girafales ainda tem de aguentar as asneiras ditas pelo garoto, se irritando igualmente com o mesmo.


Postar um comentário